Atividade física e saúde depois dos 65

A  UE “incentiva os responsáveis políticos e todas partes interessadas a tomarem medidas para criar as condições necessárias ao envelhecimento ativo e ao reforço da solidariedade entre as gerações”, pelo que considerou  2012 como o “Ano Europeu do Envelhecimento Ativo e da Solidariedade entre Gerações”.

Sitio da UE:  “europa

 Considera-se que a actividade física pode contribuir, para um envelhecimento ativo do indivíduo, com mais saúde e autonomia, de forma a manter a sua participação na sociedade.

Apresenta-se um estudo de mulheres idosas com um IMC>25, em que os resultados sugerem que as mulheres activas (EG) têm melhor qualidade de vida relacionada com a saúde (HRQL), do que as não praticantes de actividade física (CG).

 Este estudo foi realizado no âmbito da dissertação de mestrado “A influência da actividade física, na qualidade de vida relacionada com a saúde, em indivíduos com mais de 65 anos” realizada em 2002, no ex-FCDEF-UP (actual FADEUP), tendo sido apresentado a 12 Junho 2004 na “Poster Session” da “Third Annual Conference of the International Society of Behavioral Nutricion and Physical Activity” e publicado no “Journal of Human Movement Studies, 2005, 48: 245-255”.AFisica

Physical Activity and Health – Related Quality of Life in Overweight Obese Elderly Women (1)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s